sábado, 15 de outubro de 2016

Alba em Valença do Minho


Disponibilizada por Manuel Bernardino Terceiro no Facebook

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

A histórica metalúrgica ALBA estreia-se no Tent London


A metalúrgica fundada em 1921 estará presente no festival de design Tent London, entre 22 e 25 de setembro, um dos mais importantes certames de design do mundo, com a salamandra “Remade” da autoria de Francisco Providência.

Ao longo de quatro dias, 450 expositores provenientes de 29 países esperam receber 25 mil visitantes. E Francisco Providência mostra a sua salamandra, a “Remade”, que diz: “Foi inspirada na forma do cilindro dos primitivos motores de combustão da juventude”, explorando-o na conceção da salamandra.

“Esse é o seu humor, a sua manifestação de inteligência e a sua beleza”, explica. O equipamento conjuga o conforto do aquecimento e o design de autor, proporcionando a sua integração plena em diferentes ambientes de decoração e áreas de estar.

De referir que em 2014 a ALBA conquistou o seu primeiro Prémio Mundial de Design, com um recuperador de calor desenhado por Eduardo Souto de Moura, Prémio Pritzker de Arquitetura 2011, entre 4.815 propostas de 1.816 empresas, arquitetos e designers provenientes de 53 países.

A ALBA foi fundada por Augusto Martins Pereira que aprendeu a arte da fundição em Boston, nos Estados Unidos da América. E as peças fabricadas por esta marca estão presentes no imaginário colectivo português, desde mobiliário de jardins e parques de norte a sul do país, desde o início do século XX.

Em 2011, Pedro Martins Pereira, bisneto fundador e Presidente da LARUS (marca de mobiliário urbano com os mais importantes prémios internacionais de Design), foi desafiado relançar a ALBA, desenvolvendo a área de Inovação.

Fonte: Virgínia Alves (Dinheiro Vivo)

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Banco Alba no Ribatejo


Rua de Gil Vicente

Foto disponibilizada por Sérgio Pereira no Facebook

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Alba saudade


Garrido, Raul Benfeitas, Marques Alexandre (veterinário) e Fernando. Foto que se encontra na sede do Alba e Saudade.

Foto disponibilizada por Eng. Duarte Machado em facebook.

domingo, 15 de maio de 2016

sexta-feira, 15 de abril de 2016

MiniTacho


Foto disponibilizada no Facebook por Carlos Wehdorn

terça-feira, 15 de março de 2016

Estatutos do Sport Clube Alba


Registo dos estatutos do Sport Clube ALBA, sob a égide da Fábrica Metalúrgica ALBA, em Maio de 1941.

Imagem disponibilizada por Fausto Vidal no facebook

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Grupo Columbófilo da Fábrica Alba (anos 60)


Foto disponibilizada por Rogério Policarpo no facebook

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Escritório das Fábricas Albas (1967)


Foto disponibilizada por Dr. Mário Jorge Lemos Pinto em Facebook

Comentário de Alfredo Castanheiro:

Eugénio Silva, Rocha, Gil (Calão), Henriqueta Andrade, Conceição Aleixo, Araújo, Luís Soares de Matos, Margaridinha, Nestor Borges Pinto, Vasco (Frias) e Fausto Ferreira. Eu devia estar a passear.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

domingo, 15 de novembro de 2015

Apelo á solidariedade dos Albergarienses


Foto disponibilizada por Rogério Policarpo no grupo "Memórias de Albergaria"

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Evocação automobilística


Do jornal "Arauto de Osseloa" (início da década de 70)

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Cine-teatro alba (anos 60)


2 jovens (José Santos e Carlos Alberto) em frente ao cineteatro alba (provavelmente anos 60)

Fonte: José Santos (facebook)

sábado, 15 de agosto de 2015

Reposta a verdade do Automóvel Alba


O Alba foi inspirado em desenhos sobre os carros do futuro que António Augusto Martins Pereira viu em Paris no Salão Automóvel em 1951.

Ainda pensou em fazer mais carros (que só podiam ser aprovados dizendo que eram carros transformados a partir de outros), mas não autorizavam a construção de carros originais (por pressão e influência dos importadores de carros desportivos sobre a autoridades nacionais); assim, a construção ficou por aí.

Contudo há uma meia dúzia de anos atrás, perdeu-se o livrete do Alba e foi pedido um novo. Este não estava correcto pois um incêndio na Direção Geral de Viação do Porto fez deteriorar os dados existentes.

Solicitaram então a Zé Lu Martins Pereira que fizesse todo um processo, como se fosse para a aprovação do carro original. Quando o departamento da D. G. V. de Aveiro passou para Coimbra, o processo também foi para Coimbra. E o responsável foi ver o Alba ao Museu do Caramulo e verificou que o carro não era nenhuma transformação de outro, mas sim totalmente original: chassis, carroçaria e motor. E foi reposta a verdade no novo livrete. 1.º automóvel totalmente fabricado em Portugal. Não português só são os distribuidores e bomba de gasolina (Bosch) e os carburadores (Solex).

Fonte: Zé Lu Martins Pereira (em facebook)

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Carro Alba em Aveiro (2014)


Em frente ao Museu de Aveiro para comemorar o Rally Santa Joana.

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Almoço no Armazém de Moldes (1938)


Almoço no Armazém de Moldes de recepção ao pessoal açoriano da Fábrica do irmão de Augusto Martins Pereira, José. Anualmente era feita esta visita à Fábrica Alba.

Com as bandejas da comida a Áurea e a Glória. Ao seu lado - de pé - Fausto Vidal e Manuel João da Silva (Silva RéRé ).

Foto disponibilizada por Eng. Duarte Machado no facebook