quarta-feira, 15 de abril de 2015

Secção de Hoquei em Patins do Sport Clube Alba (década de 70)


O hóquei começou apenas com jogadores de albergaria (Carlos Cavacas, Armando Quintino, Zé Luis Martins Pereira entre outros).

Luís de Matos e Manuel Alves eram os leais representantes da família Martins Pereira, que constrói no parque desportivo do Alba um rinque (acimentado atrás do antigo campo de futebol) servido por boa iluminação e aposta num profícuo trabalho de base.

Albergaria ficava deserta com os jogos. Todos procuravam ir e havia boleias dos que tinham automóvel (eram poucos). Em Ílhavo onde se realizavam os Jogos (porque o Alba não tinha pavilhão) a falange albergariense era um sucesso.


O primeiro jogo oficial do Alba terá sido contra a Oliveirense e jogado em Ilhavo e o Alba perdeu por 34 a 1, porque alguns nem patinar sabiam ...

O Alba chegou a ter uma equipa de Seniores reforçada com alguns elementos vindos da Sanjoanense que participou no campeonato da 2ª divisão nacional. E perdeu uma subida à 1ª divisão nacional por diferença de golos. O Alba perdeu em Aveiro por 7-5 com o Beira-Mar e depois ganhou em Albergaria por 7-6.

Nesta equipa com jogadores de S.João da Madeira, havia um albergariense, titularíssimo e treinador dos infantis, o José Lopes que muito ajudou a fomentar a modalidade nessa altura e que tinha acabado de participar na fase final do campeonato nacional da 1ª divisão pela Académica de Moçambique, no Porto (1970 ou 71 creio).

Posteriormente os jogos passaram a ser no colégio que apesar de não ter pavilhão ainda fechado, já tinha cobertura.


Os mais novos eram dos mais entusiastas e tanto fizeram que se sagraram Campeões Distritais de Infantis, lá para o ano 1972-1973 (?)

Fonte: Facebook (principais contributos de Albérico Madail, Manuel Lopes, Zé Luís Martins Pereira, Eng. Duarte Machado, Eng. Laranjeira)

domingo, 15 de março de 2015

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Cine-teatro alba (anos 60)


2 jovens (José Santos e Carlos Alberto) em frente ao cineteatro alba (provavelmente anos 60)

Fonte: José Santos (facebook)